Wesley Safadão nega troca de nome por religião: ‘Não existe, foi só brincadeira’

Depois de ser batizado com a mulher, Thyane Dantas, em um retiro espiritual, onde comemoraram um ano de casamento, e ter celebrado seu aniversário de 29 anos em um culto com família, Wesley Safadão negou que terá de trocar o nome artístico por causa da religião. “Isso não existe. Foi uma brincadeira que fizeram”, limitou-se a dizer a assessoria de imprensa do músico, nesta quarta-feira (18).

Wesley Safadão nega troca de nome por religião Não existe, foi só brincadeira

Safadão diz que não vai virar cantor gospel

Safadão parece ter encontrado um novo sentido em sua vida. Em recente entrevista ao “TV Fama”, da RedeTV!, ele falou sobre religião e afastou os rumores de que tornaria um cantor gospel. “O pessoal fez uma paródia, saíram algumas coisas… Assim que me batizei algumas pessoas falaram: ‘Ah, ele vai parar de cantar, vai virar cantor evangélico’. Não, meu pensamento não é esse! Vou continuar trabalhando firme e forte. Infelizmente até vejo alguns comentários do próprios cristãos dizendo: ‘Ah, você está no mundo, você canta’. E as pessoas que não são acabam apoiando muito mais do que os próprios cristãos. Mas sempre digo assim: ‘Sou eu e Deus’. Deixa Deus agir, transformar cada vez mais e só posso dizer uma coisa: Acho que no momento que vivo hoje foi a melhor escolha que tive porque não é fácil o mundo que a gente vive em todos os sentidos. Então, graças a Deus eu posso dizer o seguinte: A gente consegue ter um controle para dar conta de tudo isso”, disse o pai de Yhudy, de 6 anos, e Ysis, de 3, que já esbanjaram fofura dançando o hit “À Vontade”, parceria de Wesley e Ivete Sangalo.

Forrozeiro comenta sua relação com Deus

Ainda à publicação, Wesley exaltou o momento em que está vivendo. “Quando comemoramos um ano de casamento fomos para Minas Gerais e lá tive a oportunidade de ter nosso batismo. Foi um momento único e Deus tem nos abençoado bastante. Nossa união, nosso relacionamento, todas as decisões são pensadas juntas. A gente se batizou agora, há dois meses, mas seguíamos a religião cristã há mais de dois anos. Sempre frequentamos a igreja, tínhamos um grupo de oração em casa, quando não era na nossa era na casa de amigos. Então, isso sempre vinha acontecendo e Deus nos presenteou”, afirmou.

WWW.CHINACDS.COM.BR - 2017 - Desenvolvido por: JCDS